Para muitos, investimentos podem parecer objetivos distantes, até porque a ideia que se tem é que é preciso muito dinheiro para começar a investir. Contudo, isso está equivocado: o mercado é muito amplo e tem possibilidades para todos os perfis de investidores.

Assim, é possível encontrar boas aplicações que não necessitam de investimento muito alto e que trazem resultados interessantes. Pensando nisso, fizemos uma lista com alguns dos investimentos mais viáveis do mercado. Confira!

Tesouro Direto (TD)

Talvez um dos mais populares desse tipo de investimento, o TD é uma aplicação que pode ser feita com apenas R$ 30. Uma boa alternativa à poupança, é um título público pós-fixado que é emitido pelo Tesouro Nacional e está atrelado à taxa Selic.

Sua rentabilidade acontece todo o dia e a volatilidade é baixa, o que o torna um investimento bastante seguro. Uma das suas vantagens é que, se vendido antecipadamente, o investidor não perde dinheiro.

É importante ressaltar que ele sofre incidência de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), mas a alíquota é regressiva, isto é, quanto mais tempo o dinheiro ficar investido, menor o imposto.

Tesouro IPCA+

Também é um dos títulos do Tesouro Nacional e tem rentabilidade mais realista. Seu lucro é formado por duas parcelas: uma correspondente aos juros prefixados e outra à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo (IPCA) — ou seja, à inflação.

Um dos pontos positivos é que não importa a variação da inflação, sua rentabilidade será sempre maior (se ele não for vendido antes do vencimento). Nesse tipo de investimento, pode-se escolher entre aplicações com pagamentos de juros por semestre ou apenas quando vencer. O valor mínimo para investimento é R$ 30.

Tesouro Prefixado

Outro que faz parte da família dos títulos públicos, o Tesouro Prefixado também pode ser comprado com apenas R$ 30. Sua diferença é que é possível saber sua rentabilidade se o título for mantido até o vencimento. Além disso, o valor bruto a ser recebido também é revelado por unidade, em torno de R$ 1 mil.

É possível comprar apenas 1% do título (R$ 30). Os juros podem ser semestrais ou no momento do resgate. É uma opção interessante quando se pensa em investimentos de longo prazo. Sua liquidez é diária.

Ações

Ações, nesse caso, representam os investimentos de renda variável. O mercado de papéis tem uma variedade de opções: de investimentos de R$ 200 a R$ 1 mil ou mais, os preços variam conforme o tipo de papel.

É preciso ser cuidadoso na escolha, já que não é uma boa ideia investir em valores muito baixos (menos de R$ 1 mil, por exemplo), já que ainda é preciso arcar com as taxas que fazem parte do investimento.

Existem duas: taxa de custódia e a de corretagem. A primeira é mensal e a segunda é quitada toda a vez que se emite uma ordem de compra e venda. Elas não são muito altas, mas se a ação tiver um preço muito baixo, não é vantajoso pagá-las.

É possível também investir em Exchange Traded Funds (ETFs), principalmente o lote padrão do fundo de índice Ibovespa (BOVA11). O fundo é composto por grandes empresas e tem mais diversificação e risco moderado.

Como o IBOVESPA influencia nos investimentos? Entenda mais!

Como você pôde perceber, existem diversas opções mais acessíveis, com bom custo-benefício para quem começar a investir. Se você deseja continuar se informando sobre o assunto, acesse já o post sobre como fazer investimentos com pouco dinheiro!

 

Foxbit

A FOXBIT nasceu da necessidade de uma empresa transparente no mercado nacional de bitcoins e criptomoedas, nos orgulhamos em dizer que somos a única empresa brasileira que deixa público seu endereço de carteira quente e fria, provando a existência dos recursos que são negociados na plataforma. Com parcerias estratégicas, como a BlinkTrade Inc., a Foxbit possui um grande know-how em mercado financeiro, nacional e internacional, trazemos aplicações, soluções e segurança desse mercado tão consolidado para o mercado de criptomoedas.