O pedido de transação de Bitcoins pode atrasar em alguns momentos, fazendo com que os processos, que geralmente são concluídos em 10 ou 20 minutos, durem algumas horas até que se conclua por completo.

Com um aumento do número de usuários dos bitcoins, o caminho natural é também o aumento de pedidos de transação, e nem sempre é possível atender a esse fluxo de demanda com a mesma agilidade de outrora. Algum pedido seu já atrasou?

Independentemente disso, o que importa é que agora você entenderá o que causa esses atrasos e como proceder se acontecer com você. O post a seguir trará tudo sobre o assunto. Continue a leitura e confira!

Entenda o que ocorre quando há o atraso

Cada vez que um usuário solicita uma transferência, se inicia um processo um pouco complexo, mas necessário para que o sistema de Bitcoins se mantenha com autonomia e totalmente seguro.

A rede Bitcoin cria em média 6 blocos por hora, ou seja, uma espécie de livro de registro das transações. O que acontece é que, com o aumento de usuários, cada vez mais esses blocos têm se enchido mais rápido, então a transação está sempre sendo programada para o próximo bloco, que pode demorar a aparecer.

Essa espera acaba gerando os mempools, que são nada mais do que filas em que as transações aguardam serem pegas pelos mineradores, que as registram nos blocos, dando continuidade ao processo.

Taxas influenciam prioridade

Outro fator que influencia diretamente esse tempo de conclusão do processo é o valor da taxa de transação paga pelo usuário. Quanto maior for, mais rápido será. Os mineradores fazem essa priorização, e as transações de menores taxas acabam ficando para depois.

Saiba como acelerar o pedido de transação

Mesmo com esses fatores que parecem um pouco desanimadores e, até mesmo, incertos, é possível agir de modo que esse tempo não seja tão longo assim. Algumas preocupações são importantes, e o usuário pode se mobilizar para evitar esse atraso.

Aumente sua taxa de transação

Não há muito o que fazer, os Bitcoins se popularizaram mais e agora os blocos estão cada vez mais cheios. Uma das maneiras mais eficientes de evitar esses entraves é pagando as taxas mais altas para ter prioridade.

Há sites que guiam o usuário a respeito da taxa mais adequada para ele optar na transação, informando também qual a agilidade para cada escolha. O principal deles é o 21.co.

Veja se a carteira tem taxas dinâmicas

É importante verificar se sua carteira possui este recurso, já que ela modifica a sua taxa de modo que isso torne o processo mais rápido, incluindo a sua transação no próximo bloco ou em algum mais próximo.

Algumas também dão ao usuário a opção de escolher o nível de prioridade de transação, e isso está diretamente ligado a taxas, como já falamos.

Algumas carteiras  não possuem essa funcionalidade. Esse pode ser o principal motivo para atrasos recorrentes nas transações. Nesse caso é possível buscar uma atualização ou mudar de carteira.

Troque sua carteira

Sua carteira pode ser o ponto principal em casos de atrasos recorrentes nas transações. Caso não detecte a presença de taxas dinâmicas, o melhor a se fazer é trocá-la. Há basicamente duas maneiras de fazer isso: offline ou por meio de uma transação.

Quando é feito do segundo modo, o usuário deve pagar uma taxa para conseguir transferir seus fundos de uma carteira para outra. Para fazer sem custos, ou seja, offline, é necessário encontrar uma carteira que permita exportar as chaves privadas, e logo depois disso é possível colocar na nova carteira.

Deu para entender melhor o que ocorre quando há atraso no pedido de transação? Seguindo essas dicas que você viu é possível evitar isso! Tem mais alguma dica de como evitar o problema? Conte nos comentários!