Colocado em circulação em 2009, o bitcoin vem revolucionando o mercado financeiro global e já é considerado por muitos uma das maiores invenções do nosso tempo. Por causa da valorização da moeda nos últimos anos, muita gente já aderiu ao trade de bitcoins e está lucrando com esse investimento.

No entanto, apesar da popularização do bitcoin, esse ainda é um terreno desconhecido pela maioria das pessoas. Por isso, preparamos este post para esclarecer, de uma vez por todas, como funciona trade de bitcoins. Confira!

O que são bitcoins e como adquiri-los?

O bitcoin é uma criptomoeda que opera sobre um sistema monetário eletrônico descentralizado. Diferentemente das moedas comuns, essa moeda digital não é controlada por governo ou instituição qualquer.

Por meio da tecnologia blockchain, suas transações são autenticadas e registradas em um livro contábil eletrônico, garantindo a inviolabilidade de todas as operações. Um dos principais objetivos do sistema é fornecer uma solução excelente para a execução de contratos inteligentes em larga escala.

Há duas maneiras de adquirir bitcoins: pela mineração remunerada ou por meio de transações de compra e venda.

Você já imaginou o que aconteceria se tentasse executar em seu computador uma tarefa na qual trilhões de algoritmos complexos fossem processados simultaneamente? A não ser que você tenha uma supermáquina, essa tarefa será impossível!

A situação acima descrita refere-se ao método de mineração na blockchain. A mineração de bitcoins ocorre quando o processamento de um bloco de dados é concluído, escriturando a transação sob um registro singular chamado hash.

Atualmente, os mineradores destinam supercomputadores em período integral para a realização dessas operações, recebendo frações da criptomoeda após a conclusão de cada processo.

Devido ao alto custo de aquisição dessas máquinas, o trade das moedas em circulação acaba sendo a melhor alternativa. Saiba agora como funciona o trade de bitcoins.

Como funciona o trade de bitcoins?

Nessa modalidade, é possível trocar qualquer moeda de sua preferência por bitcoins, como acontece em operações de câmbio.

As trocas são feitas por meio de plataformas on-line, conhecidas como exchanges ou casas de câmbio. Podem também ser realizadas diretamente entre as pessoas.

O trade funciona de maneira similar aos mercados de ações ou de compra e venda de outras moedas, mas, é claro, tem suas particularidades.

As exchanges servem tanto para realizar as transações quanto para orientar os usuários. Portanto, é aconselhável escolher uma empresa sólida e confiável para garantir a segurança e a legalidade do seu dinheiro.

Agora, confira algumas características que tornam o trade de bitcoins um mercado singular e revolucionário:

1. Mercado global

Ao contrário das moedas tradicionais, o bitcoin não está sob controle de nenhum banco central ou órgão regulador. O mercado global combinado com a oferta e a procura determinam o valor do bitcoin. Portanto, todo mundo pode participar.

2. Volatilidade

A volatilidade é uma das principais características do trade de bitcoins. O bitcoin começou valendo menos de um dólar e já chegou a valer mais de mil dólares.

Variações de 5% em um dia são muito comuns. Por isso, para operar com bitcoins é preciso estar aberto a assumir riscos. As possibilidades de perda existem, mas as possibilidades de ganho também são altas.

3. Operação em qualquer horário

Diferentemente dos mercados de investimento comuns, o trade de bitcoins não tem hora para começar ou acabar. Você pode operar seus investimentos quando quiser e de qualquer lugar do mundo.

4. Carteiras virtuais

No Brasil, a tendência mais recente em relação aos bitcoins é a estruturação desse ativo na forma de carteiras virtuais. Isso permite portar suas criptomoedas para o smartphone e realizar pagamentos em qualquer lugar do mundo onde elas sejam aceitas.

Realizar pagamentos com bitcoins tende a ser mais prático e seguro, pois não há instituições bancárias intermediárias, além de não haver o risco de carregar papel-moeda.

5. Compra de mercadorias e serviços

É crescente o número de estabelecimentos comerciais que aceitam a criptomoeda. No Brasil e no exterior há uma lista extensa de empresas que aceitam o bitcoin.

Quais elementos influenciam a cotação do bitcoin?

1. Regulamentação do governo

Cada vez que o governo de um país decide definir políticas relacionadas ao uso de bitcoins, há um impacto na cotação da moeda. A variação pode ser tanto positiva quanto negativa.

Genericamente, é possível dizer que iniciativas que incentivam a utilização do bitcoin, tanto por agentes públicos quanto privados, contribuem para a sua valorização.

Inversamente, quando um governo tenta implantar mecanismos de controle ou restringir o uso da tecnologia, o mercado reage mal, pressionando a cotação do ativo para baixo.

2. Aceitação ampla e influência da mídia

Quando grandes empresas conhecidas anunciam que aceitam pagamentos em bitcoins, isso faz com que a moeda seja valorizada. Nesse cenário, torna-se mais frequente a divulgação de notícias e novidades sobre esse mercado na grande imprensa.

Como consequência, ocorre aumento no volume de transações decorrente da maior quantidade de investidores nas plataformas de câmbio, valorizando a cotação e beneficiando todo o sistema.

Além disso, como qualquer outro ativo presente na economia, há diversos fatores relevantes que influenciam o seu preço.

Que oportunidades e desafios oferece?

1. Meta

Ao realizar qualquer investimento, é preciso definir uma meta. Normalmente, os investidores aportam o seu capital numa cesta de produtos financeiros com características variadas em termos de risco, liquidez e rentabilidade.

Dessa forma, ao final de determinado período, o investidor pode recuperar o seu capital junto com a remuneração necessária para realizar um objetivo, como adquirir um computador novo ou realizar uma viagem.

2. Liquidez

Liquidez refere-se à facilidade com que um ativo ou investimento pode ser convertido em dinheiro. No caso dos bitcoins, significa saber quão prática é a conversão dessas moedas para valor monetário comum, para uso fora do sistema eletrônico de criptomoedas.

A liquidez de criptomoedas depende da quantidade de negociantes cadastrados em uma exchange. Tanto o processo de compra quanto o de venda são simples e rápidos. Com apenas alguns cliques, é possível executar essas transações.

Quanto maior a quantidade de negociantes na plataforma, maior é o volume de negociação e, por consequência, maior é a facilidade de converter o ativo em dinheiro comum para saques. Se você contar com uma exchange sólida, a liquidez do seu investimento estará garantida.

3. Rentabilidade e altos ganhos

A volatilidade e o alto risco podem ser impedimentos para os investidores menos arrojados. Em contrapartida, as oportunidades de retorno e a liquidez do investimento são os pontos altos de saber como funciona trade de bitcoins porque risco e rentabilidade são variáveis inversamente proporcionais. Em investimentos de renda variável, pode-se perfeitamente dizer que, quanto maior a rentabilidade, maior o risco.

Em outras palavras, negociar bitcoins pode ser uma excelente estratégia de investimento. Se você está disposto a correr riscos e busca um investimento livre de controle de Estados e bancos, o bitcoin é para você!

Para elaborar uma estratégia de investimento mais efetiva, que tal conhecer um pouco mais sobre a volatibilidade do bitcoin?

Posts Relacionados

Guto Schiavon

23 anos, empreendedor e apaixonado por tecnologia. Hoje comando toda a área de operações e atendimento ao cliente da Foxbit, a maior corretora de bitcoins do Brasil, que eu fundei em 2014.